quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Início da Viagem - 27/10/2007

Vou tentar relatar um pouco desta fantástica viagem que fiz ao longo de todo o Rio São Francisco, o rio da integração nacional. A viagem começa na nossa imaginação. O disparador foi um cara que eu considero muito, que me contou de sua viagem há 30 anos atrás. Isso foi em Abril de 2007. Aquilo ficou na minha mente. Nunca havia ouvido relatos de mochileiros ordinários fazendo esse tipo de viagem na atualidade. O que eu ouvia eram sempre fotógrafos, cineastas, pesquisadores. Mas, mochileiros, não.
Até que os boatos da transposição do rio se tornaram fatos. Ai, pensei comigo mesmo: "o que eu posso fazer pelo rio?". Protestar? Difícil. Engajar-me em alguma luta? Não moro na beira do rio. Assinar listas recebidas pela internet? Muita alienação. Então, pronto! Vou fazer uma viagem pelo rio São Francisco. Assim, pelo menos, todos que convivem comigo, e estranham o fato de fazer uma viagem dessas, vão se sensibilizar com as notícias do rio e de minha viagem.
A concretização da idéia veio no final de Outubro. Férias se aproximando e eu querendo arranjar o que fazer. Falei com uma amiga, que topou. Uma outra, topou também.

Dia 27 de Outubro de 2007, nós decidindo o ponto inicial da viagem, lá em casa, durante minha festa de aniversário.

Faltava decidir tudo. Resolvemos a data de ida. Após o natal, decidimos. O retorno? É preciso voltar para casa. Afinal, temos nossos afazerem em São Paulo. Vamos ver o carnaval. Logo no início de Fevereiro. Olhando passagens de avião, onde e quando são mais baratas. Pronto. Dia 13 de Fevereiro de 2008, de Recife. Esse foi o primeiro passo. Passagem promocional por essas companhias aéreas baratinhas. Pelo menos, a certeza de voltar à nossa cidade querida. O trajeto? O rio São Francisco. Sem roteiro pré-fixado, nem datas, nem hospedagens, nem nada de antemão. Apenas a vontade de desbravar o rio.
Dias antes, uma das amigas precisou mudar o roteiro dela. Íamos eu e a Maíra. Tudo bem, dois é mais fácil de pegar caronas. Três é bom pra quebrar a monotonia. Compramos passagem São Paulo - Piumhi (MG).

2 comentários:

Fenrisar disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Jorge Ramiro disse...

Eu sempre quis fazer uma viagem como a que você fez, mas eu não posso fazer uma longa viagem, porque eu tenho um cão e eu não posso deixá-lo sozinho por tanto tempo. No outro dia eu construí uma nova casinha para cachorro, ele está muito feliz. Ele é minha vida.